Artesanato em Tecido

Para compreendermos como se dá o processo que envolve a confecção de artigos artesanais em tecido, ou artesanato em tecido, nada mais justo do que buscar as origens deste nobre, antigo e tão importante componente presente no nosso dia-a-dia: o tecido. Em uma curta definição, o tecido é um entrelaçamento de fios, composto por mechas contínuas de fios, de tramas e urdumes iguais ou diferentes. O exercício de entrelaçar ou tecer fios é presente desde os mais antigos registros históricos do homem, se mostrando assim um aliado do modo de viver do ser humano na Terra.

O primeiro tecido que se acredita que tenha sido utilizado é o linho, o qual era confeccionado através da técnica de prensagem de fibras. Este tecido estava presente em algumas múmias da região egípcia que viveram a aproximadamente 2500 anos antes de Cristo, em um grau de perfeição semelhante aos dos dias de hoje. Já o cultivo do algodão já era cultivado a mais de 3 mil anos antes de Cristo, na região onde atualmente se encontra o Paquistão, podendo também ter sido utilizado nas Américas naquele mesmo tempo histórico. O período de ouro na produção de tecidos veio com a Revolução Industrial, berço para o surgimento de novos tipos de tecido (náilon, poliéster, etc) e alavanca da produção têxtil no mundo.
O artesanato em tecido também traz, em uma de suas diversas formas, uma preocupação com a reutilização e a reciclagem muito interessante. A ideia de que roupas e tecidos em geral que já não tem mais uso possam ser reutilizados na confecção de um tipo de artesanato criativo, útil e decorativo dá um brilho ainda maior para esta atividade tão presente no quotidiano do homem que é o artesanato.
Com o avanço da globalização e o consequente surgimento de diversas novas ferramentas no dia-a-dia das pessoas (celular, computador, MP3, etc), surgem novos alvos dos quais esta arte pode lançar mão. Capinhas e descansos para celular, protetores de notebook, enfim, uma infinidade de possibilidades para que o artesanato em tecido se faça presente em produtos modernos – sabemos que quando o assunto é artesanato, o leque de possibilidades é infinito!
Quando o assunto é agradar alguém com algum artigo simples mas embelezador, o artesanato em tecido aparece como uma bela saída. Pequenos presentes em datas especiais (dias dos pais, das mães, natal, reveillon, páscoa, aniversários, casamentos etc.) sempre caem bem, e demonstram uma atenção especial para com o presenteado. A exclusividade de uma peça de artesanato é sem dúvida um de seus maiores diferenciais.
A tradição presente na arte de produzir artesanato em tecido remota ao período Neolítico – 6 mil anos antes de Cristo – quando foi descoberta a técnica de tecelagem das fibras animais e vegetais, e permanece até hoje como um fortíssimo traço cultural junto aos mais variados povos no mundo. A produção, comércio e a utilização destas peças no nosso cotidiano representa uma forma de manutenção e fomento desta atividade exercida a tantos séculos, que foi se incrementando e se adaptando às novas realidades e aos novos paradigmas que gradativamente surgiram no decorrer dos anos.
Para quem procura ingressar na produção de artesanato em tecido, a internet é uma ótima ferramenta de dicas e ideias nesta área. Mas mesmo assim, a criatividade e o tato de identificar tendências e gostos nas áreas em que se irá trabalhar (sejam perante datas específicas, turismo ou qualquer outra especificidade em questão) é o mais importante na hora de produzir. Certamente, com dedicação, mente aberta a novas ideias e gosto pelo que se faz, o artesanato em tecido se mostra algo de muito interesse para muitos brasileiros e cidadãos de todo o mundo.